Todos os artigos de Ricardo Andorinho

Crie uma cultura de empresa que promova o sucesso!

E não uma que o faça sentir bem a si mesmo….

Há uma série de clichês sobre a cultura organizacional:

  • A Cultura “come a Estratégia ao pequeno-almoço”
  • As pessoas deixam a cultura, não a empresa.
  • A cultura é o seu ativo mais valioso.

Leia este excelente artigo e encontre algumas respostas acerca da importância da cultura de uma organização e das operações de mudança que devem ser levadas a cabo, com grande transparência, clarividência e em pequenos passos.

Mudança… na Empresa?

Qualquer operação de Gestão relacionada com a mudança tem de ter contornos organizacionais muito definidos e bem comunicados. Existem dois caminhos possíveis: “vender” internamente os “drivers” de motivação necessários para que tal mudança aconteça, como por exemplo: demonstrar claramente como determinados processos ficariam mais competitivos para todos, movendo a organização para um novo patamar de competitividade e eficiência, ou então provocar uma “crise artificial” que permita refletir a potência da necessidade de mudança estratégica.  Leia o artigo original em: http://ow.ly/yIxKy

Feedback eficiente!

Comunicar melhor dentro da organização resolve problemas e antecipa conflitos na sempre complexa rede de relacionamentos profissionais. Neste artigo são apresentadas algumas dicas para aumentar o feedback dado aos colaboradores e assim esperar melhor retorno destes, melhorando os relacionamentos e promovendo um diálogo direto, preciso e no tempo devido.

Leia o artigo original em: http://ow.ly/yIvQt

 

Talento interno vs Outsourcing

Artigo muito interessante acerca dos benefícios da valorização interna do talento, na construção da liderança da organização. A cultura de uma organização demora anos a construir. Se protegermos “talento outsider” para assumir decisões de grande responsabilidade corporativa, corremos o risco não só de se errar a recrutar, como desvalorizamos a capacidade da estrutura organizacional em gerar de talento capaz de assumir essas funções.

Leia o artigo original em: http://ow.ly/yGYSp

Remuneramos a Performance ou premiamos os resultados?

Neste excelente artigo Dennis Roberts evidencia um dos graves problemas da avaliação da performance e na forma como olhamos para este conceito. O Desempenho é a causa, enquanto que os resultados são o efeito. Há duas coisas que impulsionam o desempenho – skills e comportamento. Por exemplo enquanto que geração de leads é o driver da performance, a receita proveniente das vendas é o resultado. Obviamente que quer obter resultados, mas se quiser influenciar a sua capacidade de obter resultados necessita estimular os “condutores” do desempenho. Se alguém tiver resultados e você não souber como foram construídos, torna-se muito  difícil estimular processos de negócio que melhoram o desempenho.

Leia o artigo original em: http://ow.ly/yFJAJ

Resiliência

Quando o comportamento humano é estudado, conseguimos observar padrões de atuação, responsáveis por manter índices elevados de produtividade e desempenho.

Neste artigo, pode conhecer, em detalhe, os 4 hábitos das pessoas mais resilientes. Apesar do estudo ser académico o Professor Jeffrey Pfeffer, autor de “Power”, e Jim Collins, autor de “Good to Great”, fizeram um estudo informal dos meus colegas de MBA em Stanford para discernir que fatores foram os mais influentes na determinação do sucesso e insucesso na realização dos trabalhos.

A ascensão de novos líderes está a ser comprometida.

O desenvolvimento das organizações está a viver um enorme desafio à escala mundial. A redução da faixa etária no recrutamento, e a ascensão de novos líderes está a ser comprometida.

A Ernst & Young, por exemplo, prevê que 70% do crescimento mundial nos próximos dois anos vai resultar das regiões emergentes. Enquanto isso, as empresas com base nessas áreas, mais especificamente na China e Índia, estão a internacionalizar-se, competindo por talentos – em todo o mundo.

Leia o artigo original em: http://ow.ly/yDWBs