Arquivo da Categoria: Networking

O futuro da colaboração organizacional

Os aspectos colaborativos do trabalho que todos os dias acontecem não são fáceis de identificar, de medir e de actuar sobre eles. Se é claro que eles são responsáveis por grande parte do sucesso/insucesso dos processos colaborativos e organizacionais, não é menos verdade que estes são difíceis de aferir com razoável fiabilidade, e ainda mais importante de os poder optimizar com um critério justo, operacional e reconhecido por toda a equipa.

Neste excelente artigo, retirado da indústria da música, acerca dos aspectos colaborativos entre projectos e empresas, podemos constatar que apesar das definições de papeis, e da técnica requerida para desenvolver o trabalho, a variável que se impõe é o compromisso entre os membros, independentemente da(s) plataforma(s) que estejam a utilizar.

Estes são os desafios, contemplados no artigo, que deverão ser levados em conta na construção de uma plataforma colaborativa:

  1. A colaboração já acontece, sem qualquer apoio tech, não sendo um problema que a organização tenha de resolver, e mais uma realidade que deverá promover e optimizar;
  2. A colaboração pode tornar-se difícil, se os membros não utilizarem exactamente as mesmas plataformas e repositórios de informação;
  3. Muitas vezes, principalmente se os colaboradores são externos à empresa ou ao projeto, há uma clara definição do objetivo do trabalho, mas pode ser difícil limitar e definir com exactidão a função operacional de cada um;
  4. A colaboração deve ser vista como uma rede social baseada nas diferenças dos seus membros que se alinham em função dos objetivos colaborativos;
  5. A permissa de que só será um sucesso a implementação de uma plataforma colaborativa, se existir mais do que uma pessoa a evoluírem e a fecharem projectos. Se já há colaboração porque não utilizar um instrumento que organize e facilite essa colaboração?
  6. A liberdade é considerada fundamental na evolução digital da colaboração. Promova projectos paralelos para os membros da equipa não se sentirem bloquedos dentro dos requisitos de uma única realidade;
  7. Os “skills” são vitais para formar uma boa equipa, mas é igualmente importante incorporar talento para melhorar a performance e colmatar algumas lacunas. As plataformas colaborativas podem ajudar;

Para além de poderem optimizar a colaboração as plataformas começam a disponibilizar métricas objetivas de performance dos seus utilizadores, o que será vital para a construção de modelos organizacionais eficientes e baseados no mérito dos colaboradores.

O Github é um dos grandes exemplos de sucesso destas plataformas, neste caso específico para colaboração em desenvolvimento de software.

Networking

Excelente artigo acerca da arte do networking e de alguns skills que deveremos treinar para conseguirmos desenvolver a nossa interacção no seio da nossa equipa, mas também nos relacionamentos sociais indiretos à nossa volta. Normalmente defendemos que esta palavra, tão na moda, não é mais que uma forma de trabalho em colaboração constante, que sempre existiu, mas que agora está mais facilitada, recorrendo à tecnologia e à entrada definitiva da web 2.0 nas nossas vidas.

Leia o artigo de Dorie Clarck aqui.